segunda-feira, 2 de setembro de 2013

João Querido Manha: Benfica está mais fraco


Benfiquistas desesperados faziam ontem nas redes sociais analogias com a crise do país: por mais milhões que sejam investidos, a situação piora todos os dias.

É um exagero, claro, porque uma razoável parte dos milhões que o Benfica gastou neste verão foram aplicados em bons jogadores. Markovic, Djuricic e Sulejmani são futebolistas de alto nível e vão acabar por ser rentáveis, em termos financeiros, se o treinador conseguir arranjar-lhes espaço na equipa.

Jorge Jesus teve a pré-temporada mais confusa do consulado, por causa de Oscar Cardozo e de uma estranha indefinição estratégica da SAD, que passou da necessidade de realizar 75 milhões de euros para uma situação de aparente desafogo financeiro, difícil de entender. Enquanto esta evolução se processava no back office, o treinador lutava no terreno contra as expectativas exageradas de jogadores e respetivos agentes, por negócios que nunca estiveram perto de se concretizar. Alguns apontavam a clubes de topo, como o Manchester United, o Chelsea ou o Barcelona, mas a política de remuneração das cláusulas de rescisão tem acabado por afastar algum interesse dos clubes que ainda apresentam liquidez.

Constata-se que foram adquiridos jogadores para colmatar diversas saídas, como os defesas Lisandro e Mitrovic, mas também a inflação de extremos pressuporia a venda de Salvio ou Gaitán e a cisma em Funes Mori deveria corresponder à transferência de Cardozo. Ora, se estes titularíssimos dos últimos anos realmente saíssem, o Benfica ficaria mais fraco. A questão é que não saíram, contracenam agora no balneário com reforços de elevado talento, e a imagem que transparece continua a ser de uma equipa menos competitiva.

As debilidades técnicas da equipa são conhecidas há meses e localizam-se muito mais na defensiva, do guarda-redes ao lateral-esquerdo, com a exceção de Garay, que era um dos que estavam para sair. Ora, a única posição que mudou neste sector e, por absurdo, a única que mudou em todo o onze foi precisamente a do lateral-esquerdo - e também não ficou melhor.

É este o paradigma do Benfica de 2014: apesar de todo o investimento feito, os jogadores que sobem ao relvado são os mesmos do ano transato, mas jogam muito menos, sem nota artística nem resultados à altura. Como é gue os mesmos jogadores, estimulados pela contratação de concorrentes de grande qualidade, conseguem baixar o rendimento - eis uma questão que apenas o treinador Jorge Jesus pode responder. 

- João Querido Manha, jornal Record, 2 de Setembro de 2013

4 comentários:

  1. O Benfica a corrupção que vos alimenta está em agonia, e para sobreviver serve-se dos porcos jornaleiros e dos filhos da puta do apito.

    Benfica três jogos três vezes prejudicado, os porcos andrades três vezes, se fosses isento e não andasses a apanhar nas náldegas talvez tivesses coragem... e não vinhas com a merda dos paradgimas.

    ResponderEliminar
  2. Este cabrão tem um medidor de fraqueza.
    Seria melhor que abrisse os olhos e visse o que as merdosas e mafiosas arbitragens já roubaram ao fraco Benfica para dar aos fortes lagartos e corruptos do porko.

    ResponderEliminar
  3. Manha seu grande mentiroso; o que nós falámos foi no grande roubo. O scp marcou um golo em fora de jogo e a nós, SL BENFICA, mais uma vez sonegaram-nos um penalty.
    Foi isso que se falou e mais uma vez o seu pasquim, o rascord, branqueou mais um autêntico roubo. Fosse o golo dessas osgas ordinárias ao contrário e não faltavam os paladinos da verdade desportiva como o escarro do rui santos a despejar imbecilidades na sicn. Mas como o golo foi da lagartada, a aberração grunhiu, era estar o rinaudo em campo que Markovic ia parar à bancada.
    E isto é o desporto nacional, branquear corruptos e seus lacaios; o desporto propriamente que se lixe!

    Rammstein

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Limpinho,limpinho,incha melão.

      Eliminar

Caro(a) Benfiquista,

Agradecemos a sua visita e solicitamos, antes de sair do blog, que deixe um comentário acerca do que acabou de ler.

O debate é livre, por isso tenha a gentileza de participar com educação, elevação, civismo e respeito pelos demais visitantes.

Só assim honraremos a história Grandiosa do nosso amado Clube!